Make your own free website on Tripod.com

                                                   


10. EM QUAL ESCOLA VOCÊ COLOCARIA SEU FILHO?

 

 

Imagine que você se muda para uma nova cidade com sua família. A cidade possui apenas duas escolas, então você decide fazer uma visita a cada uma delas para decidir em qual delas matriculará seu filho


Na primeira escola que visita, o diretor da escola te explica que, lá, a criança estuda durante todo o ano e no final do ano fará um teste de avaliação. Se for aprovada, irá para o ano seguinte, para uma classe especial, com todos os alunos que se dedicaram, formando uma classe de elite. Se for reprovada, a escola manterá a criança trancada em uma sala, para sempre, com todos aqueles que foram reprovados. E nem os pais poderão ver seus filhos, nunca mais. Eles NUNCA MAIS TERÃO OUTRA CHANCE.

 

Na segunda escola que visita, você verifica que o sistema é diferente. Ao final do ano, as crianças aprovadas também irão para uma classe mais avançada, mas as que foram reprovadas repetirão de ano, tendo que se submeter novamente aos ensinos e aos testes nos quais fracassaram, TANTAS VEZES QUANTO FOR NECESSÁRIO, até serem aprovadas.

 

Agora gostaria que você respondesse, SINCERAMENTE: Em qual escola você matricularia seu filho? 
Duvido que possa existir qualquer pessoa no mundo que optasse pela primeira escola. Duvido que alguém tivesse coragem de expor o próprio filho a regime tão cruel. 
Ora, se nós, aqui na Terra, não aceitaríamos tal método radical de avaliação e punição, será que Deus, que é infinitamente superior a nós, usaria esse mesmo método injusto? INADMISSÍVEL
Analisando por outro ângulo: Comparando a eficiência das duas escolas. A primeira escola, ao banir totalmente aqueles que foram reprovados, teria um índice de eficiência limitado. Por exemplo, se 50% foram aprovados, este índice jamais será alterado. Já a segunda escola, mesmo que no primeiro ano apenas 50% sejam aprovados, como ela oferece outras oportunidades, no segundo ano com certeza muitos dos que foram reprovados desta vez serão aprovados, aumentando o índice. Até que, após vários anos, 100% serão aprovados! Portanto, Se o objetivo da escola é ENSINAR  e não PUNIR, a segunda escola é extremamente superior!

Acho que esta analogia ilustra bem a diferença entre acreditarmos na existência de apenas uma vida, e de um futuro "julgamento Final"  resultando em "penas eternas", e acreditarmos na existência da Reencarnação, possibilitando infinitas chances a todos, até que um dia todos possam atingir o objetivo final, que é chegar até Deus!

Sob a ótica da existência de uma única vida, visualizamos um Deus INTOLERANTE, VINGATIVO, PUNITIVO. Sob a ótica da Reencarnação visualizamos um Deus TOLERANTE, SÁBIO E EDUCADOR. Ao mesmo tempo infinitamente Justo e misericordioso!