Make your own free website on Tripod.com

                                                   



    Trechos adulterados da Bíblia para "ocultar" a Reencarnação

      

      
Comentários gerais

Epístola   de   Paulo   a   Tito (Tito 3 : 5)

Salmo 19 : 8

Salmo 23 (Salmo de Davi)

Deuteronômio 18
 

 

Comentários gerais      índice
O
s segmentos a seguir de textos em hebraico e em grego, a transliteração e a respectiva tradução dos mesmos, foi um exaustivo trabalho do Escritor Severino Celestino, auxiliado pelo Israelita Avraham Avdan. As regras utilizadas para transliteração foram baseadas nas normas gerais estabelecidas pela Academia de Língua hebraica.
         Comparando os textos bíblicos originais em Hebraico e as interpretações dos mesmos textos contidas nas Bíblias, duas coisas chamam a atenção:
    1. Omissão de todos os trechos que falam em "volta do espírito..." e em "renascimento"
   2. Inserção, em algumas Bíblias, de palavras que simplesmente não constavam no texto original, como "espíritas" e "médiuns espiritas"  demonstrando uma atitude tendenciosa a condenar o espiritismo.
    A Bíblia de Jerusalém, Edições Paulinas, por exemplo, considerada a melhor edição da Sagrada Escritura, em português, traz, em sua apresentação, a informação de que a sua tradução foi realizada por uma equipe de católicos e protestantes. Seria esta Bíblia, então, traduzida de forma imparcial? Será que a Igreja permitiria a publicação de trechos que sustentam a Reencarnação? A análise dos trechos abaixo mostra, claramente, que não!

Informações sobre o autor e o livro

 

Epístola   de   Paulo   a   Tito (Tito 3 : 5)          índice

Tradução bíblica

"Não em virtude de obras de justiça que nós houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou mediante o lavar da regeneração e renovação pelo Espírito Santo"

Texto original em grego


Texto Grego Transliterado :

"...Ouk ex ergôn tôn en dikaiosunê a epoiêsamen êmeis alla kata to autou eleos esôsen êmas dia loutrou paliggenesias kai anakainôseôs pneumatos agiou "


Comentários

Leiam com atenção o Texto Grego Transliterado. Verificamos, mais ao final, o aparecimento da palavra "paliggenesias" ( παλιγγενεσίας - primeira palavra da terceira linha do texto em grego - Palavra Grifada ), que em português se escreve de forma muito parecida, ou seja : Palingenesia.
A palavra palingenesia, composta pelo prefixo "pálin" (de novo), e "génesis" (origem, nascimento), significa "Renascimento", "Novo Nascimento" ou simplesmente "Reencarnação".


Expressão Traduzida Resultante do Original Grego :

"... não por obras da justiça que tivéssemos feito, mas segundo sua misericórdia nos salvou pelo lavatório da reencarnação, e pelo renascimento de um espírito santo"
 

 



         Salmo 19 : 8           índice

Texto Hebraico original

 

Texto Hebraico Transliterado :

“ torát Iavéh teminá mshibat néfesh. ‘edut Iahvéh neemanoáh machkimat péti “

Tradução Literal :

torát = conjunto de ensinamentos ou Lei   Iahvéh = Deus   teminá = perfeita, correta, sincera
mshibat = regressar, voltar  néfesh = espírito   edut = testemunho, prova  Iahvéh = Deus
neemanoáh = verdadeiro machkimat = sábio  péti = ingênuo, tolo
 

Tradução resultante do original em Hebraico :

“ O ensinamento de Deus é perfeito, faz o espírito voltar. O testemunho de Deus é verdadeiro, transforma o simples em sábio.”
 

Observe a tradução feita pelas seguinte Bíblias :

* Bíblia Protestante da SBB – Sociedade Bíblica do Brasil :

“ A Lei do Senhor é perfeita, e refrigera a alma (?????) . O Testemunho de Deus é fiel, e dá sabedoria ao simples
"

Bíblia Mensagem de Deus – Edições Loyola :

“ A lei do Senhor é sem defeito, ela conforta a alma (????). Seguro é o testemunho do Senhor, torna sábios os simples"


Bíblia de Jerusalém – Edições Paulinas :

“ A lei de Iahvéh é perfeita, faz a vida voltar (????). O testemunho de Iahvéh é firme, torna sábio os simples"

Comentários

Nota-se, nitidamente, a omissão do trecho "faz o espírito voltar". É obvio que a igreja jamais aceitaria tal tradução!

 

    Salmo 23 – Salmo de Davi        índice

Texto original em Hebraico

Texto Hebraico Transliterado :

" Iahvéh ro’i lô echsar. Binôt deshé iarbitseni ‘al-mei menuchôt inahaleni. Nafshi ishovêv iancheni bma’ glei-tsedék lema’an shemô. Gam ki-eléch beguei tsalemavet. Lô-iirá roa’ ki ata ‘imadii shvtechá umishi’antechá hemá inachamuni. Ta’arôch lefani shulchan neguéd tsorerai dishantá vashemén roshi kossi revaiáh. Ách tôv vachéssed irdefuni kôl-imei chaiai veshavti beveit-Iahvéh leoréch iamim

Tradução Literal :

Iahvéh = Adonai ou Deus ro’i = é meu pastor, 1ª pessoa do singular do presente-Indicativo, do verbo ra’áh - pastorear  lô = não echsar = me faltará, sofrer falta binôt = preposição b+construto plural de naváh – pasto, prado deshé = verdor ou relva iarbitseni = deitar al = preposição sobre mei = águas
menuchôt = descanso, tranquilidade inahaleni = me guiará, conduzirá nafshi = meu espírito
ishovêv = futuro do verbo shuv – voltar, regressar, ou seja, fará voltar iancheni = futuro do verbo naháh – me guiará bma’glei = trilhas tsedék = justiça lema’an = endereço shemô = nome dele Gam = também, ainda ki = que ou porque eléch = andar, caminhar beguei = preposição b+guei, ou seja, no vale
tsalemavet = sombra da morte lô-iirá = não temeria ou temerei roa’ = maldade ki = que ou porque
atá = tu ‘imadii = estás comigo shvtechá = tua vara umishi’antechá = e teu bordão hemá = eles
inachamuni = me confortam Ta’arôch = prepararás lefani = diante de mim shulchan = uma mesa
neguéd = diante, em frente tsorerai = particípio do verbo tsarar – provocar. Aqui significa : os meus provocadores dishantá = volumoso, cheio vashemén = em azeite roshi = minha cabeça
kossi = meu cálice revaiáh = abundância Ách = certamente tôv = bom, bondade vachéssed = misericórdia, bondade irdefuni = me seguirão kôl-imei = todos os dias chaiai = minha vida
veshavti = e voltarei ou habitarei beveit-Iahvéh = casa de Deus leoréch = para extensão, por longos
iamim = dias ou anos

Tradução resultante do original em Hebraico :

“ Adonai é meu pastor, nada me faltará. Em verdes pastagens me fará descansar. Para a tranqüilidade das águas me conduzirá. Fará meu espírito retornar, e me guiará por caminhos justos, por causa do seu nome. Ainda que eu caminhe pelo vale da morte, não temerei nenhum mal, pois tu estarás comigo. Teu bastão e teu cajado me confortarão. Diante de mim prepararás uma mesa, na presença dos meus provocadores. Tu ungirás minha cabeça com óleo; minha taça transbordará. Certamente, bondade e benevolência me seguirão, todos os dias da minha vida. E voltarei na casa de Adonai por longos anos.”

Centro Bíblico Católico – Editora Ave Maria :

“ O Senhor é o meu pastor, nada me faltará. Em verdes prados ele me faz repousar. Conduz-me junto às águas refrescantes, restaura as forças de minha alma (????). Pelos caminhos retos ele me leva, por amor do seu nome. Ainda que eu atravesse o vale escuro, nada temerei, pois estás comigo. Vosso bordão e vosso báculo são o meu amparo. Preparais para mim a mesa a vista dos meus inimigos. Derramais o perfume sobre minha cabeça, transborda a minha taça. A vossa bondade e misericórdia hão de seguir-me por todos os dias da minha vida. E habitarei na casa do Senhor por longos dias.”

Comentários

Observem que, na tradução acima, o trecho "fará meu espírito voltar" foi substituído por "restaura as forças de minha alma..."

 


 

  
Deuteronômio 18                índice

Texto original em Hebraico:

              

Texto Hebraico transliterado :

“ ki ata ba él-haaréts asher Iahvéh Eloheichá noten lach lô tilmad la’assôt kto’avôt hagoim hahém. Lô-imatzê bechá ma’avir benô-uvitô baêsh kôssen ksamim me’onem umnachêsh umchashêf : vchover chaver vshoêl ôv veid’oni vedorêsh el-hametim

Tradução Literal :

ki = quando    atá = tu    bá = fores, chegares ou entrares él-haárets = na terra   asher = a qual
Iahvéh = nome próprio dado a Deus.  Eloheichá = teu Deus  noten lach = te dá
lô tilmad = não aprendas la’assôt = fazer kto’avôt = sujeiras, manchas, abominações
hagoim hahém = daquelas nações estrangeiras lô-imatzê bechá = não se achará em ti
ma’vir benôuvitô = quem faça passar seu filho ou sua filha baêsh = pelo fogo
kossen = nem encantador ksamim = nem feiticeiros me’onem = nem agoureiro
umnachêsh = nem cartomante umchashêf = e nem mágico, bruxo ou feiticeiro
vchovêr = nem mago vechavêr = e semelhante vshoêl ôv = nem quem consulte o necromante, o mágico ou feiticeiro veid’oni = e o mágico e o advinho vedorêsh = e quem exija a presença
el-hametim = dos mortos
 

Tradução resultante do original em Hebraico :

“ Quando entrares na terra que Iahvéh, teu Deus, te dá, não aprendas a fazer as abominações daquelas nações. Não se achará entre ti quem faça passar seu filho ou sua filha pelo fogo, nem adivinhador, nem feiticeiros, nem agoureiro, nem cartomante, nem bruxo, nem mago ou semelhante, nem quem consulte o necromante e o advinho, nem quem exija a presença dos mortos.

Observe agora, as traduções feitas pelas seguintes Bíblias :

* 35ª Edição da Bíblia, realizada pelo Centro Bíblico Católico, Editora Ave Maria :

“ Quando tiveres entrado na terra que o Senhor, teu Deus, te dá, não te porá a imitar as práticas abomináveis da gente daquela terra. Não se ache no meio de ti quem faça passar pelo fogo seu filho ou sua filha, nem quem se dê à adivinhação, à astrologia, aos agouros, ao feiticismo, à magia, ao espiritismo, à advinhação ou a evocação dos mortos.”

Testemunhas de Jeová :

“ Quando tiveres entrado na terra que Jeová, teu Deus, te dá, não deves aprender a fazer as coisas detestáveis dessas nações. Não se deve achar em ti alguém que faça seu filho ou sua filha passar pelo fogo, alguém que empregue adivinhações, algum praticante de magia ou quem procure presságios, ou um feiticeiro, ou alguém que prenda outros com encantamentos, ou alguém que vá consultar um médium espírita, ou um prognosticador profissional de eventos, ou alguém que consulte os mortos.”

Comentários

As palavras grifadas em vermelho acima indicam as inserções propositais.
Curiosamente, nas traduções, foram retiradas as palavras "necromante", que é a comunicação com os mortos visando as adivinhações.
Conservando esta palavra no texto original, fica claro que a proibição do trecho era referente especificamente à evocação dos mortos como meio de adivinhação (necromancia), utilizados pelos charlatões para enganar as pessoas, não no sentido genérico. Alguns tradutores, inclusive, inseriram a palavra "espírita" para reforçar a condenação especificamente ao "espiritismo", que, na realidade, nada tem a ver com "necromancia", muito menos com charlatanismo.